Polícia tenta dispersar protesto que fecha a Radial Leste

Usuários se diziam revoltados pela dificuldade em pegar ônibus na avenida

Solange Spigliatti ,

23 de maio de 2012 | 07h23

Atualizado às 8h

SÃO PAULO - 23 - Cerca de 100 usuários do transporte público interditaram a avenida Radial Leste, na altura da estação Itaquera do metrô, na zona leste da capital paulista, na manhã desta quarta-feira, 23, revoltados com a demora da circulação dos ônibus na região. O protesto aumentou o congestionamento na região.

A via começou a ser liberada pela polícia cerca de 7h40, de acordo com a rádio EstadãoESPN. Policiais começaram a dispersar a manifestação com gás lacrimogênio e parte dos manifestantes reagiu com pedras.

A estação Corinthians-Itaquera é um dos extremos da linha 3-Vermelha, a mais movimentada do metrô.

Barra funda. No outro extremo, na Barra Funda, usuários desorientados enchiam a área das catracas da estação Barra Funda de metrô, que tem integração com os trens da CPTM.

Dois cartazes em papel A4 e o mesmo número de seguranças eram a única fonte de informações às dezenas de usuários que não sabiam da greve ou procuravam alternativas de ônibus para chegar aos destinos. Entre 6h e 6h30, nenhum funcionário do metrô foi visto na estação.

Mais conteúdo sobre:
greve do metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.