Polícia Rodoviária apreende quase duas toneladas de maconha na Castelo Branco

É a maior apreensão da droga este ano na rodovia; ela era transportada em fundo falso de carroceria de carreta e seria entregue em São Paulo

Sandro Villar, O Estado de S. Paulo

06 Maio 2014 | 12h54

Quase duas toneladas de maconha foram apreendidas pela Polícia Rodoviária na noite dessa segunda-feira, 5, na Rodovia Castelo Branco(SP-280), em Pardinho, no interior paulista. A droga, que pesou 1.980 quilos, era transportada no fundo falso da carroceria de uma carreta vazia com placa de Curitiba(PR).

Preso em flagrante, o motorista, de 48 anos e que não teve o nome revelado, disse aos vigilantes rodoviários que foi buscar a maconha em Cascavel (PR),e que o entorpecente seria entregue em São Paulo.

Segundo um patrulheiro, que solicitou anonimato, o motorista se manteve em silêncio durante a abordagem. "Ele não quis dizer quanto ganharia para transportar a maconha até a capital", resumiu o policial. Os policiais tiveram trabalho para descarregar e pesar a droga, embalada em dois mil

Tabletes.

O serviço durou mais de duas horas. "O fundo falso, na traseira da carreta, estava muito bem lacrado. O acesso até a droga era difícil", explicou o patrulheiro, lotado na Polícia Rodoviária de Tatuí.

O acusado e o caminhão com a droga foram levados para a sede da Polícia Federal, em Bauru. É a maior apreensão de maconha este ano na Rodovia Castelo Branco. "Está no topo do ranking", ironizou o policial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.