Polícia retira cilindros de gás do Filé Carioca

Peritos da Polícia Civil retiraram ontem dos escombros na Praça Tiradentes, centro do Rio, seis cilindros de gás usados na cozinha do restaurante Filé Carioca, destruído por uma explosão na quinta-feira, que matou 3 pessoas. O advogado do dono do estabelecimento, Bruno Castro, afirmou que a mangueira de gás remendada com fita isolante - apresentada pela polícia como possível estopim do vazamento - "não era do restaurante".

FELIPE WERNECK / RIO, O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2011 | 03h02

Ao contrário do que sustentou o advogado, os cilindros de gás ficavam em local confinado e tinham sido mal instalados, afirmou o delegado Antônio Bonfim. Estão previstos para a tarde de hoje os depoimentos dos irmãos Carlos Rogério e Jorge Amaral, respectivamente o dono e o caixa do restaurante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.