Polícia resgata 135 cães vítimas de maus-tratos em canil de Osasco

Operação encontrou ainda 9 cachorros mortos; Instituto Luisa Mell recebeu denúncia e está responsável pelos animais

Felipe Cordeiro - O Estado de S.Paulo

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você leu 4 de 5 matérias gratuitas do mês

ou Assinar por R$ 0,99

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar por R$ 0,99

SÃO PAULO - Uma operação da Polícia Civil resgatou na manhã desta sexta-feira, 29, 135 cães que eram vítimas de maus-tratos em um canil em Osasco, na Grande São Paulo. Os animais tinham marcas de espancamento e tortura. No local, os investigadores encontraram ainda nove cachorros mortos. A moradora do imóvel, uma idosa de 70 anos, foi levada pela polícia a uma delegacia.

A apresentadora de TV e ativista Luisa Mell acompanhou a operação da Polícia Civil Foto: Luisa Mell (@luisamell)/Instagram

A Operação Canina foi coordenada pela Delegacia do Meio Ambiente de Osasco e ocorreu após uma denúncia recebida pelo Instituto Luisa Mell e reportada à polícia.

+++ Saiba quais são as raças de cachorro preferidas dos brasileiros

Os policiais civis foram ao endereço indicado por volta das 10h30, um imóvel de alto padrão no bairro do Jardim Adalgisa, e encontraram os animais feridos, confinados em cômodos sujos de urina e fezes. Alguns tinham ossos quebrados e estavam cegos.

ATENÇÃO: AS IMAGENS A SEGUIR SÃO FORTES

Os corpos dos cachorros mortos estavam dentro de sacos de lixo do lado de fora da casa. A dona da residência foi liberada após prestar depoimento. 

Segundo a Polícia Civil, a organização não governamental (ONG) que recebeu a denúncia ofereceu a infraestrutura necessária para a retirada dos animais do canil, acompanhou a operação e ficará responsável por cuidar deles até que sejam adotados.

A apresentadora de TV e ativista Luisa Mell, fundadora da ONG, esteve pessoalmente no canil e publicou vídeos em seu Instagram nos quais descreve o que chamou de "filme de terror" e pede ajuda para tratar os cachorros resgatados. 

+++ Câmara aprova projeto que proíbe sacrifício de cães e gatos sadios no País

De acordo com Luisa, a proprietária do canil explorava até a morte os animais mais velhos e vendia os filhotes. "Eles estão em péssimo estado, todos precisam de tratamentos, vacinas, alguns de cirurgia", escreveu.

O Instituto Luisa Mell disponibilizou duas contas bancárias para quem quiser contribuir com a recuperação dos cães: Banco do Brasil, agência 1817-1, conta corrente 120.000-3; e Bradesco, agência 1974, conta corrente 288-7.

As 10 raças de cachorro preferidas pelos brasileiros

1 | 11 Um estudo quantitativo online realizado pelo 'Instituto Qualibest' com 14.454 pessoas verificou que 51% dos entrevistados têm cães como animais de estimação Foto: Epitácio Pessoa/Estadão
2 | 11 É uma raça de pequeno porte do grupo dos terriers, originária da Inglaterra. Tem pelagem longa, sedosa e abundante.Os filhotes nascem pretos com pontos marrons e geralmente alteram a cor da pelagem com cerca de um ano. O yorkshire é uma das raças mais populares e amadas que existem no mundo. Foto: Reprodução/Pixabay
3 | 11 Fisicamente podem chegar a atingir os 28 cm na cernelha e pesarem de 4 a 7 kg. É considerado um típico animal de companhia, apesar de menos ativo que outros de mesmo porte. A raça apresenta uma inteligência acima da média. São curiosos, exploradores do ambiente e buscam grande empatia emocional com os donos. Foto: Reprodução/Pixabay
4 | 11 É uma raça considerada de médio porte, oriunda da França, pertencente ao grupo Hound/Sabujos. Eles possuem entre 33 e 38 cm de altura, e seu peso fica entre 30 kg e 45 kg. Têm pelo liso e curto. As orelhas longas são característica da raça, tendo a funcionalidade de trazer os odores do chão para o nariz. Possui baixa estatura para ficar rente ao chão, consequentemente dos odores, e também para possibilitar o acompanhamento dos caçadores a pé. Foto: Reprodução/Pixabay
5 | 11 A raça é proveniente da Alemanha. Em sua origem era utilizado como cão de pastoreio de rebanhos. Atualmente é mais utilizado como cão de guarda e cão policial. Tem porte médio a grande. De acordo com o padrão da raça, os machos possuem entre 60 e 65 cm na altura da cernelha e pesam entre 30 e 40 kg. E as fêmeas possuem entre 55 e 60 cm na altura da cernelha e pesam entre 22 e 32 kg. Foto: Reprodução/Pixabay
6 | 11 É uma pequena raça canina oriunda da região chinesa do Tibete. São cães amigáveis, inteligentes, vívidos e sensíveis. Têm tamanho médio entre 25 e 29 cm e peso de 5 a 9 kg. Foto: Reprodução/Pixabay
7 | 11 Abreviação de American Pit Bull Terrier - é uma raça oriunda dos Estados Unidos. O cão é muito musculoso, atarracado e ágil.Os pelos são curtos, espessos e brilhantes. De acordo com o padrão UKC (United Kennel Club), é preferível que os machos pesem entre 15 e 27 kg e possuam entre 45 e 53 cm na altura da cernelha; e que as fêmeas possuam entre 13 e 22 kg, e entre 43 e 51 cm na altura da cernelha. Foto: Reprodução/Pixabay
8 | 11 É originária do Canadá e do Reino Unido. Utilizado originalmente para a caça de aves aquáticas, o labrador é conhecido como uma raça versátil, inteligente e dócil.Fisicamente, os machos podem ter entre 56 e 57 cm de altura na cernelha, e pesar de 36 a 40 kg. A pelagem é grossa e impermeável, e sua cauda o ajuda a nadar. O labrador varia em três cores: amarelo, preto, e chocolate. Foto: Reprodução/Pixabay
9 | 11 O cão da raça pinscher é de origem alemã. Por ser pequeno, é um dos mais escolhidos para morar em apartamentos, mas é bastante ruidoso e muito enérgico. É considerado o menor cão de guarda pela Federação Cinológica Internacional. O tamanho dessa espécie varia entre 25 e 31 centímetros tanto para machos quando para fêmeas, assim como o peso que varia entre três e cinco quilos para ambos.  Foto: Reprodução/Pixabay
10 | 11 É uma raça canina oriunda da França. Poodle é um dos cães mais inteligentes e obedientes, combinando exuberância jovial com um gosto por aventuras. Ele adora correr e nadar. O cão se dá bem com todos, embora possa ser reservado com estranhos.  Foto: Reprodução/Pixabay
11 | 11 É o preferido dos lares brasileiros. De acordo com a pesquisa do Painel Qualibest, 41% dos entrevistados preferem os "Sem Raça Definida" (SRD). Segundo o estudo, 72% concordam que o cão de casa é tratado "como gente" ou "membro da família". Foto: Reprodução/Pixabay

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato