Polícia recaptura jovem acusado de queimar vivo idoso no ABC

Rapaz havia fugido da Fundação Casa e estava escondido na casa de familiares; Kiyoshi Murashima foi morto em setembro de 2014

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

12 de junho de 2015 | 12h21

SÃO PAULO - Um jovem que havia fugido da Fundação Casa nos últimos dias foi recapturado na manhã desta sexta-feira, 12, por policiais de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo. Com 18 anos recém-completados, ele é acusado de atirar no ouvido e queimar vivo o dono de uma lavanderia, Kiyoshi Murashima, de 77 anos, no ano passado. O adolescente está detido no 4º Distrito Policial (Riacho Grande) de São Bernardo do Campo e será encaminhado à Justiça.

O rapaz estava escondido na casa de familiares, segundo o delegado titular do 4º DP, Roberto Bueno Menezes. A captura ocorreu por volta das 6h.

"Deu um trabalhinho esse rapaz. Fizemos diligências em quatro lugares até chegar à casa de parentes (em São Bernardo), onde estava escondido. O intuito dele era se evadir", disse Menezes.

O suspeito tinha 17 anos quando foi acusado de participar da morte do idoso e, por isso, estava na Fundação Casa. A morte de Murashima ocorreu no dia 10 de setembro do ano passado. Dois dias antes, o jovem teria participado de outro latrocínio com três maiores de idade, que resultou na morte do psicólogo José Valter Blanes Zagileto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.