Polícia recaptura 22 jovens que fugiram da Fundação Casa

Outros 32 seguiam foragidos nesta terça; fuga da unidade de Itaquera ocorreu após motim e falha da PM

Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2013 | 11h41

Ataulizado às 13h44.

SÃO PAULO - A Polícia Militar recapturou, até o fim da manhã desta terça-feira, 13, 22 dos 54 jovens que escaparam da unidade da Fundação Casa de Itaquera, na zona leste de São Paulo. A fuga, a maior dos últimos cinco anos da instituição, aconteceu após um motim dos internos na tarde dessa segunda-feira, 12. A PM segue com as buscas na região.

 

 

 

A Corregedoria-Geral da Fundação Casa (antiga Febem) abriu uma sindicância e tem o prazo de 90 dias para apurar as causas do tumulto. Além de quebrar objetos dentro do prédio, os internos, mesmo desarmados, fizeram o diretor da unidade, Orlando Vieira Mendes, e outros 28 funcionários reféns. Por uma falha da PM, os adolescentes conseguiram pular o muro lateral enquanto viaturas da corporação esperavam no portão dianteiro. A Fundação Casa de Itaquera, com capacidade para 150 pessoas, abrigava 103 jovens.

De acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Casa, a diretoria da unidade de Itaquera pretende cortar as árvores que facilitaram a fuga dos adolescentes. A equipe já busca informações sobre as licenças ambientais necessárias para fazer a poda.

Na manhã dessa segunda-feira, também houve um motim em outra unidade, na Vila Leopoldina, na zona oeste, e nenhum interno fugiu. Ainda é investigada a ligação entre os dois casos.

Tudo o que sabemos sobre:
Fundação Casa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.