Polícia prende três de quadrilha que tortura vítimas durante assalto em SP

Grupo age em 4 bairros da zona sul; após espancar as pessoas, bandidos ameaçam atear fogo

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

24 Outubro 2011 | 01h30

SÃO PAULO - Três assaltantes integrantes de uma quadrilha que usa da violência física e tortura para conseguir roubar das vítimas objetos valiosos exigidos durante as ações estão presos e foram identificados por policiais da 1ª Delegacias de Crimes contra o Patrimônio, do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic).

 

Gerson Roberto dos Santos, o Coelho, de 26 anos, Rodrigo Bispo da Silva, de 29, e Ricardo Araujo Correia, de 39, são moradores da Favela Alba, na região do Jabaquara, e estão envolvidos em crimes ocorridos em outros três bairros vizinhos: Campo Belo, Aeroporto e Moema. Algumas das vítimas foram localizadas e reconheceram Coelho. Os outros dois devem passar pelo mesmo procedimento nesta segunda-feira, 24. Os objetos roubados era revendidos no interior da favela.

 

Segundo a polícia, a ação do grupo, formado por pelo menos oito assaltantes, é tão violenta que algumas das vítimas têm receio de fazer o reconhecimento em razão do trauma deixado pelos criminosos. A tática da quadrilha é escolher a pessoa mais frágil da família e realizar sessões de espancamento. Em seguida, os bandidos jogam líquido inflamável no ferido e ameaçam atear fogo. Os policiais começaram as investigações há cerca de 6 meses.

 

Em um dos casos, ocorrido em junho deste ano, os acusados agrediram um deficiente visual, feriram um policial militar e conseguiram fugir quando um soldado fora de serviço tentou detê-los e acabou baleado pelos colegas de farda, que o confundiram com um dos integrantes do grupo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.