Polícia prende suspeito de participar de tiroteio que matou cinegrafista da Band

Gelson Domingos foi morto com um tiro em novembro de 2011, na Favela de Antares, na zona oeste do Rio

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

26 Fevereiro 2014 | 13h40

RIO - A polícia prendeu um dos suspeitos de terem participado do confronto com o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) em que o cinegrafista da Band Gelson Domingos foi morto, em novembro de 2011, na Favela de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio. Alexandre da Silva, o Xandoca, de 32 anos, foi localizado em Volta Redonda, no sul fluminense, por policiais do serviço reservado do 27.º BPM (Santa Cruz).

O Disque-Denúncia oferecia recompensa se R$ 1 mil por informações que levassem ao criminoso, acusado de fazer parte da quadrilha que comanda a venda de drogas em Antares. Ele tinha quatro mandados de prisão expedidos. Uma ligação levou a polícia ao bairro Retiro, em Volta Redonda, na noite de terça-feira. Xandoca foi preso sem reagir.

Domingos, de 46 anos, fazia a cobertura de uma operação do Bope em Antares, quando foi baleado. Um dos criminosos atirou na direção do cinegrafista, que chegou a filmar seu assassino. O tiro atingiu Domingos no peito. Ele foi levado para uma Unidade de Pronto- Atendimento, mas morreu antes de ser atendido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.