Polícia prende rapaz acusado de atirar em casal; jovem de 25 anos morreu

Rafael Conceição Correia, de 25 anos, foi preso em casa após a polícia receber denúncias anônimas; Camila Beraldo Talarico foi baleada na cabeça e seu namorado continua internado

Luiz Fernando de Toledo, O Estado de S. Paulo

02 Junho 2015 | 19h03

A Polícia Civil localizou e prendeu temporariamente nesta terça-feira, 2, um dos suspeitos de ter matado a estudante Camila Beraldo Talarico, de 25 anos, em Suzano, na Grande São Paulo. A jovem foi baleada na cabeça nesta segunda-feira, 1, ao lado do namorado, que sobreviveu e segue internado.

Rafael Conceição Correia, de 25 anos, foi preso em sua própria casa pelos policiais. De acordo com o delegado do 2º DP de Suzano, Eduardo Peretti, depoimento anônimos levaram ao rapaz, que já havia sido preso por tráfico de drogas e roubo. "Tiramos várias fotos e levamos para o namorado da Camila reconhecer. Ele confirmou que era o agressor", disse o delegado. Outros suspeitos ainda são procurados e o caso é investigado pelo Departamento de Homicídios de Suzano.

O rapaz, que não teve o nome divulgado, está na Santa Casa do município, com o quadro de saúde estável. Ele e a namorava haviam sido capturados por três bandidos armados enquanto vendiam pães em uma Fiorino branca em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. Segundo o rapaz, o casal teria sido levado a uma favela em Suzano e, em seguida, conduzido a uma estrada, onde foram baleados. O veículo foi encontrado com vestígios de incêndio e uma marca de tiro.

Uma testemunha que mora perto do local informou à polícia que estava em casa quando ouviu o barulho e percebeu que um rapaz tentava roubar seu veículo, um Fiat Estrada, chocando-o contra o portão da casa. Ele disse à testemunha que precisava socorrer sua namorada, que havia sido baleada.

Mais conteúdo sobre:
Suzano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.