Polícia prende quinto suspeito de assaltar joalheria em SP

Loja da Rolex no Shopping Cidade Jardim foi atacada no dia 7 de junho; outros quatro suspeitos de terem cometido o crime já foram presos

Priscila Trindade, do estadão.com.br

05 de julho de 2010 | 15h21

SÃO PAULO - A Polícia Civil informou nesta segunda-feira, 5, que prendeu o quinto suspeito de ter assaltado a Rolex do Shopping Cidade Jardim, na zona oeste de São Paulo.

 

Veja também:

linkCâmera filmou roubo em relojoaria do Ibirapuera

linkDupla assalta joalheria no Shopping Tijuca, no Rio

 

Thiago Santos foi preso na sexta-feira, 2. Segundo a polícia, ele participou do ataque à loja da Rolex no último dia 7 de junho. Em aproximadamente cinco minutos, ele e os comparsas roubaram relógios de oito mostruários, levando cerca de 60 relógios. Prejuízo está avaliado em R$ 1,5 milhão - há Rolex de R$ 12 mil até R$ 120 mil.

 

Na momento da abordagem policial, Santos portava uma pistola roubada. Ele já havia cumprido pena por roubo a joalheria. O caso é investigado por integrantes da Delegacia de Repressão a Roubo de Joias do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

 

No dia 9 de junho, outros quatro suspeitos de terem cometido o crime foram presos.

 

SHOPPING IBIRAPUERA

 

Pelo menos sete homens armados com metralhadoras invadiram a relojoaria S. Rolim, no Shopping Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, neste sábado, 3. Após roubar uma coleção de relógios Rolex, o grupo fugiu pelas escadarias com armas nas mãos. Houve gritaria. Ninguém ficou ferido.

 

INVESTIGAÇÃO

 

Os casos é investigado pela Delegacia de Repressão a Roubo de Joias do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). O orgão também está apurando se os grupos que assaltaram duas vezes em junho joalherias do Shopping Cidade Jardim - a Tiffany e a Corsage - têm ligação com os criminosos que invadiram a S.Rolim.

 

Pelo menos dez suspeitos dos dois assaltos foram presos nos últimos 20 dias. A maior parte dos assaltantes foi detida na própria capital - três deles foram presos na região de São Mateus, na zona leste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.