Polícia prende quatro integrantes de 'tribunal do crime' do PCC

Outros dois suspeitos fugiram; grupo teria mantido um homem em cárcere privado e sob tortura por três dias

Rene Moreira, Especial para O Estado

13 de junho de 2017 | 18h01

Quatro pessoas foram presas nesta terça-feira, 13, em Guará (SP) acusadas de envolvimento com a facção criminosa PCC e de atuarem em uma espécie de "tribunal do crime". Outros dois suspeitos fugiram. 

No mês passado, o grupo teria mantido um homem em cárcere privado e sob tortura por três dias. Ele foi salvo pela polícia antes e hoje está inserido no programa de proteção a testemunhas.

O delegado Rafael Leão não revelou os motivos do crime e a identidade da vítima por motivos de segurança. "Não podemos passar muita coisa, até porque o caso continua sob investigação", justificou. 

A ação nesta terça-feira também cumpriu seis mandados de busca e apreensão, tendo contado com a participação de 50 policiais civis de Franca (SP) e do Grupo de Operações Especiais (GOE) de São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.