Polícia prende quadrilha e liberta empresário refém no ABC

Vítima teve a mão cortada pelos assaltantes; dois criminosos foram presos e um continua foragido

Daniela do Canto, do estadao.com.br,

12 Janeiro 2010 | 07h41

Policiais civis prenderam integrantes de uma quadrilha e libertaram um empresário de 40 anos, vítima de um sequestro relâmpago na madrugada desta terça-feira, 12, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Durante o tempo em que foi mantido refém, o empresário foi torturado pelos criminosos, que fizeram cortes em uma das mãos dele.

 

Segundo a polícia, Vitor Dionízio da Silva, de 21 anos, Fábio Martins Sousa, 23, e um menor de 17 anos invadiram a casa da vítima, na Vila Floresta, em Santo André, também no ABC, na noite da segunda-feira. Eles arrombaram o portão elétrico da residência, entraram no imóvel - que estava com a porta aberta por causa do calor - e renderam o empresário, a mulher dele e o filho pequeno do casal.

 

Sem conseguir muito dinheiro, os bandidos fugiram do local no carro do empresário, um Volkswagen Jetta, carregado com aparelhos eletrônicos, celulares, cartões bancários, videogames, uma coleção de carrinhos de brinquedo e R$ 222. Eles trancaram a mulher e a criança no banheiro e levaram o empresário como refém. A vítima teve de engatar o câmbio para os assaltantes, que não sabiam manusear o modelo automático.

 

De acordo com a polícia, Silva e o menor foram junto com o empresário no carro, enquanto Sousa fugiu na moto em que havia chegado ao local. Os produtos do roubo foram deixados na casa de Silva, na favela do Parque São Rafael.

 

Os criminosos ainda tentaram assaltar o frentista de um posto de gasolina na Avenida Luís Pequini, que estava sem dinheiro. Após abastecer o carro, fugiram sem pagar, tentaram fazer saques com os cartões do empresário e entrar na empresa da qual ele é dono, no bairro de Piraporinha, em Diadema, mas não conseguiram.

 

 

Esposa consegue avisar polícia

 

A mulher do empresário conseguiu sair do banheiro onde estava trancada com o filho e avisar um policial, amigo da família, sobre o crime. Pouco depois, por volta das 22 horas, uma viatura do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) de São Bernardo se deparou com o Jetta nas imediações do Paço Municipal, na região central da cidade, e acompanhou o veículo pela Avenida Lucas Nogueira Garcez até as imediações do km 18 da Rodovia Anchieta, onde o carro foi cercado por quatro equipes. Silva e o menor foram presos e o empresário, libertado. Ele foi medicado no Pronto-Socorro Central da cidade e liberado em seguida.

 

Com a dupla detida, foi apreendido um revólver calibre 38. Na casa de Silva os policiais encontraram os produtos roubados e prenderam a irmã dele, identificada como Karen Regina Cardoso da Silva, de 18 anos, por receptação. A moto usada pela quadrilha foi localizada nas imediações pouco depois.

 

Silva foi autuado em flagrante por roubo e cárcere privado. O menor será encaminhado à Fundação Casa (antiga Febem). Até o final da madrugada desta terça-feira, 12, Sousa ainda não havia sido localizado. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Mais conteúdo sobre:
refém Santo André polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.