Polícia prende publicitário acusado de matar pai, tia e prima por herança

Um publicitário de Manaus foi preso ontem acusado de matar o pai, a tia e a prima. Segundo o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Divanílson Cavalcante, o suspeito, Jimmy Robert Brito, queria ter acesso completo à herança da família, avaliada em R$ 200 mil.

O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2013 | 02h08

Os assassinatos foram na madrugada de ontem, em dois locais diferentes da capital. Os corpos de Maria Gracilene, coordenadora-geral de Comércio Exterior da Superintendência da Zona Franca de Manaus, e da filha, a estudante de Odontologia Gabriela Belota, foram encontrados na casa das duas, pela empregada. Na zona oeste, foi achado o corpo do pai do suspeito. Roberval.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.