JB Neto/AE
JB Neto/AE

Polícia prende principal suspeito de latrocínio em Diadema

'Rafinha' estaria vestido de mulher para despistar a polícia; acusado pode responder por até 25 crimes

Daniela do Canto, do estadao.com.br,

03 Fevereiro 2010 | 07h42

Policiais civis de Diadema, no Grande ABC, prenderam na noite desta terça-feira, 2, Rafael Augusto Nascimento, de 19 anos, mais conhecido como "Rafinha". O preso é o principal suspeito de cerca de 25 crimes, entre eles diversos roubos, um homicídio e quatro latrocínios, três deles cometidos quando ele ainda tinha menos de 18 anos. Entre esses crimes, está o latrocínio de dois operários na última quarta-feira, 27, na altura do km 17 da Rodovia dos Imigrantes.

 

Veja também:

link Operários são assassinados na volta pra casa

 

Por meio de uma investigação, a Polícia Civil obteve informações de que Rafinha, que estava foragido, sairia da casa da mãe, em Diadema, com destino a Sorocaba, no interior do Estado. Para despistar a polícia, ele estaria vestido de mulher.

 

Três policiais do Setor de Homicídios e outros dois do 3º Distrito Policial de Diadema se dirigiram ao local. Perto das 22h30, quando o suspeito já estava dentro de um Gol vermelho com quatro familiares - entre eles a mãe, um tio, a irmã e a namorada - os investigadores fizeram a abordagem. Eles esperaram que o carro entrasse em movimento para que Rafinha não tivesse a oportunidade de fugir por imóveis da vizinhança. Quatro policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) participaram do apoio à ação.

 

Rafinha estava sentado no banco de trás do veículo, entre a irmã e a namorada. Ele vestia uma blusa e um adereço na cabeça - provavelmente uma touca - ambos femininos. O suspeito foi levado ao 3º DP, onde passou a noite incomunicável. A polícia solicitou que um médico compareça ao local, o que deve acontecer na manhã desta quarta-feira, 3. Depois de passar por exames, Nascimento será levado ao 2º DP da cidade para prestar depoimento.

 

A Justiça de Diadema já havia expedido um mandado de prisão no nome de Rafinha, referente a um homicídio cometido na Favela da Coca, registrado no 2º DP. A Polícia Civil ainda vai investigar a suposta participação do preso em um crime na zona sul da capital. Ele é o principal suspeito do assassinato de um policial civil no Jabaquara.

 

Mais conteúdo sobre:
Diademahomicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.