Polícia prende mais dois suspeitos de assassinar delegado em São Paulo

Assassinato do delegado Leonardo Mendonça Ribeiro Soares ocorreu dia 21 julho deste ano

João Paulo Carvalho, estadão.com.br

24 de agosto de 2011 | 20h45

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu duas pessoas, em Diadema, no Grande ABC, na tarde desta quarta-feira, 23, suspeitas de participar do assassinato do delegado Leonardo Mendonça Ribeiro Soares, em 21 julho deste ano.

Nesta manhã, uma equipe do Grupo de Combate a Facções Criminosas do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) prendeu Raybanne Batista Justino e Dafiny Cristina da Silva Cruz suspeitos de estarem envolvidos no crime. Eles estavam com maconha e cocaína. O casal foi detido na rua Eça de Queirós, no Jardim Campanário.

O terceiro suspeito já havia sido preso na terça-feira, 22, na Rua Gisele, no Jardim Miriam, o pintor Cícero Ramon Batista Justino, de 27 anos.

A primeira prisão aconteceu cinco dias depois da morte do delegado. A equipe da GCF deteve Wellington Ferreira da Silva no Jardim Campanário, em Diadema. A equipe aprendeu maconha, cocaína, uma granada e uma pistola .40. A arma pertence à Polícia Civil da Bahia.

Segundo o delegado Márcio Martins Mathias, do GCF, os três homens admitem que estavam no local onde o Ribeiro Soares foi morto. Mas apontam Antônio Hélio Gomes de Almeida, o Baiano, como autor do crime.

Tudo o que sabemos sobre:
Polícia CivildelegadoDiadema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.