Polícia prende jovem acusado de vários roubos e latrocínios em SP

A.F.M. é o autor do latrocínio que vitimou o estudante Jair Henrique Pavanelli no último dia 6

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

16 Março 2011 | 04h50

SÃO PAULO - Investigadores da delegacia do Parque do Carmo (53ºDP) esclareceram, na terça-feira, 15, a morte do advogado Sebastião Soares, de 67 anos, vítima de latrocínio no dia 6 de janeiro deste ano no bairro da Penha, na zona leste da capital. A vítima foi abordada por dois homens quando estava em seu carro.

O advogado, após ter sido baleado, ainda seguiu dirigindo até o Hospital São Carlos, mas não resistiu aos ferimentos. Após as investigações, os policiais chegaram ao autor do crime, A.F.M, de 18, já envolvido em outros casos de latrocínio e roubos. Será pedida a prisão preventiva do acusado, já que a temporária já foi decretada pela Justiça.

O suspeito da morte do advogado é também o autor do latrocínio que vitimou o estudante Jair Henrique Pavanelli, de 21 anos, no último dia 6. O estudante foi morto a tiros após um assalto na Rua José Carlos Peixoto Spinardi, Jardim Iguatemi, também na zona leste. Na ocasião, testemunhas contaram à polícia que o estudante estava saindo de sua casa com um Ford Fiesta preto quando dois homens anunciaram o assalto. Um deles exigiu que o rapaz saísse do automóvel e, em seguida, disparou quatro tiros.

Mais conteúdo sobre:
policiabandidopreso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.