Polícia prende estelionatários que aplicavam 'golpe da fita'

Eles diziam que tinham fita com gravações sobre planos para matar a vítima e exigiam dinheiro para entregá-la

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

04 de julho de 2008 | 02h30

Dois criminosos, entre eles um adolescente 17 anos, foram detidos, na tarde desta quinta-feira, 3, no terminal rodoviário do Tietê, na zona norte da cidade de São Paulo. Segundo os policiais, eles são integrantes de uma quadrilha de estelionatários responsáveis pelo "golpe da fita". O adolescente afirmou que a base da quadrilha fica no Conjunto Habitacional Cingapura do Parque Novo Mundo, também na zona norte. Pelo menos outras oito membros do bando seguem foragidos. A última vítima dos estelionatários foi o empresário Antonio Gomes Nogueira, do qual os bandidos exigiram 6 mil reais por fitas K-7 nas quais haveria gravações de pessoas tramando a morte dele. Desconfiada, a vítima procurou a polícia, que a acompanhou até o terminal, onde o menor e o representante comercial Carlos Alberto da Conceição, o "Japa", de 38 anos, mentor do crime, foram detidos em flagrante. Empresário chegou a dar o dinheiro nas mãos do menor. Segundo o delegado Alberto Pereira Matheus Junior, antes de ligarem para a vítima, os bandidos levantam alguns dados dela para dar mais credibilidade na história que supostamente existiria nas gravações. As fitas apreendidas na quinta-feira agora passarão por perícia. "É importante que as pessoas, antes de negociarem qualquer coisa com esse tipo de gente, procurem a polícia, pois elas podem estar sendo vítimas de crime de estelionato ou então acabarem vítimas de coisa pior, como seqüestro", advertiu o delegado.

Tudo o que sabemos sobre:
golpe da fitaestelionato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.