Polícia prende em Mogi 57 acusados de ligação com PCC

Foram apreendidos drogas, carros, arma, dinheiro, agendas e um caminhão roubado - o motorista, mantido em cativeiro, foi libertado

Marcelo Godoy, O Estado de S. Paulo

12 Agosto 2014 | 18h37

SÃO PAULO - A Polícia Civil fez nesta terça-feira, 12, uma operação que levou à prisão 57 acusados de ligação com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) que agiriam na região de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Segundo o delegado Marcos Batalha, titular da Delegacia Seccional de Mogi, o grupo praticava roubos, homicídios e tráficos de drogas. Com os acusados foram apreendidos 2.149 porções de cocaína e crack, oito carros, uma arma, dinheiro, agendas e um caminhão com uma carga de farinha que havia sido roubado - o motorista, que era mantido em cativeiro, foi libertado.

A operação da polícia começou nesta segunda-feira, dia 11, às 16 horas. Ao todo, 112 policiais civis participaram das prisões - entre os detidos havia 11 adolescentes que eram usados para distribuir drogas. "Noventa por cento dos detidos atuavam no tráfico de drogas", afirmou o delegado. As investigações começaram havia um mês.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo PCC

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.