Polícia prende dois suspeitos de roubos no Rodoanel Sul

Pág. C5

O Estado de S.Paulo

10 Março 2012 | 03h02

1.Por que a CPTM reduziu os gastos? Não houve uma redução de orçamento. O que ocorreu foi uma redução na execução orçamentária. O desejável era executar também esses quase 20%, mas enfrentamos situações que nos impediram.

2. Que situações? Qualquer tipo de intervenção feita hoje na CPTM é difícil. Muitas vezes, o ritmo de obra precisa ajustar-se à operação do sistema. Por isso há atrasos.

3.Essa queda no investimento aumenta o risco de falhas operacionais? Nenhum sistema metroferroviário está livre disso. E essas falhas não são fruto de pouca manutenção, mas da operação rotineira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.