Polícia prende acusado de matar menino boliviano; menor foi quem atirou

Conhecido como Paulinho, rapaz teve a prisão decretada pela Justiça

Marcelo Godoy - O Estado de S. Paulo,

29 Junho 2013 | 12h42

A polícia prendeu na noite desta sexta-feira, 28, um homem que foi reconhecido por testemunhas como um dos bandidos que mataram o menino Brayan Yanarico Capcha, de 5 anos. Conhecido como Paulinho, o acusado tem 18 anos e teve a prisão temporária decretada pela Justiça.

Além dele, a polícia identificou outros quatro acusados de cometer o crime – foi um adolescente de 17 anos quem atirou na cabeça do menino.

Brayan estava chorando, o que irritou os bandidos. O menino implorou os bandidos que invadiram anteontem sua casa na zona leste de São Paulo: “Não quero morrer, não matem minha mãe”. O menino estava no colo da mãe, Veronica Capcha Mamani, de 24 anos, quando levou o tiro na cabeça. 

Mais conteúdo sobre:
polícia violência crime menor

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.