Polícia prende acusado de matar dono de restaurante que reclamou de desperdício

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu anteontem um dos suspeitos de ter matado o dono de um restaurante na cidade-satélite de Planaltina. O crime teria sido motivado porque a vítima, de 46 anos, chamou a atenção dos suspeitos por eles terem deixado comida no prato.

O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2013 | 02h05

Segundo a polícia, o homem confessou o crime. No restaurante onde ocorreu o assassinato, o cliente paga R$ 7,99 e pode comer à vontade. A condição é não desperdiçar. Segundo investigadores, dois rapazes almoçaram e deixaram comida no prato. No dia seguinte, voltaram para comer e foram avisados pelo dono que não seria admitido desperdício. Os suspeitos saíram e uma hora depois voltaram para matar o comerciante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.