Polícia prende 33 pessoas acusadas de tráfico na Grande SP

Segundo delegado seccional de Mogi das Cruzes, detidos são colaboradores do PCC; também foram apreendidos 9 adolescentes

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

19 Setembro 2014 | 13h20

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu 33 pessoas e apreendeu nove adolescentes durante cumprimento de mandados judiciais de prisão na região de Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, entre quinta-feira, 18, e esta sexta, 19. 

Ao todo, 70 policiais civis participaram da ação. Os presos foram acusados de tráfico de drogas, na maioria, mas houve duas prisões por porte de armas de fogo e dois foram acusados de assaltos. Segundo o delegado seccional de Mogi das Cruzes, Marcos Batalha, os presos são colaboradores da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), organização que atua dentro e fora dos presídios paulistas.

Os pedidos de prisão, feitos pelo Ministério Público, foram obtidos depois de cerca de 30 dias de investigação, ainda segundo a polícia de Mogi.

Além das prisões, os agentes cumpriram 25 mandados de busca e apreensão em locais apontados como estoques ou pontos de venda de entorpecentes. Apreenderam cerca de 2,1 mil pinos com cocaína, 411 trouxinhas de maconha além de embalagens com crack e frascos de lança-perfume. 

Os presos foram encaminhados para os Centros de Detenção Provisória de Mogi das Cruzes e de Suzano. Os adolescentes detidos foram para unidades da Fundação Casa. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.