Polícia prende 2.191 pessoas em megaoperação em SP

Nomeada Gênese, ação abrangeu 645 municípios para cumprir mandados de prisão, busca e apreensão

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

29 de outubro de 2009 | 18h45

Mais de 2 mil pessoas foram presas nesta quinta-feira, 29, no Estado de São Paulo durante a Operação Gênese. A ação iniciada à meia-noite, em 645 municípios, visa cumprir mandados de prisão, de busca e apreensão em locais onde possam estar escondidos autores de homicídios, latrocínios e sequestros.

 

No total, foram detidos 2.191 suspeitos de praticar algum dos crimes citados, sendo 1.601 somente por mandados de prisão. A ação visa também a recapturar foragidos, apreender objetos suspeitos, produtos piratas, máquinas caça-níqueis, entre outros. Segundo a Polícia Civil, cerca de 9 mil agentes trabalharam na ação.

 

RESULTADOS

 

Até as 11 horas, 236 pessoas foram presas na capital e na região da Grande São Paulo. Durante a operação a polícia fechou um cassino eletrônico clandestino na Avenida Moema, na zona sul da cidade e apreendeu 29 caça-níqueis.

 

Três homens também foram detidos suspeitos de roubarem pessoas após elas sacarem dinheiro em agências bancárias. O trio estava na Alameda dos Maracatins, na região central.

Tudo o que sabemos sobre:
SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.