Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Polícia prende 2º suspeito por morte de ambulante no Metrô

Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26 anos, foi encontrado na zona leste

Alexandre Hisayasu, O Estado de S.Paulo

28 Dezembro 2016 | 14h10

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu o segundo suspeito de ter agredido e matado a pancadas o ambulante Luiz Carlos Ruas, de 54 anos, na tarde desta quarta-feira, 28, na zona leste de São Paulo. Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26 anos, é primo de Ricardo Martins do Nascimento, de 21 anos, primeiro preso na noite de terça pelo crime. Ambos foram flagrados por imagens do circuito de segurança do Metrô, na estação Pedro 2º, durante o ataque. Eles tiveram a prisão temporária (por 30 dias) decretada na terça-feira, 27.

Santos foi encontrado pelos policiais na calçada, com seu advogado, na frente do apartamento de um amigo em Itaquera, na zona leste de São Paulo. Ele era considerado foragido.  

Na tarde desta quarta, a Polícia realiza o reconhecimento dos suspeitos. Nascimento já foi reconhecido por 14 testemunhas, seis delas pessoalmente e as outras por foto. As informações foram confirmadas pelo delegado Osvaldo Nico Gonçalves, diretor do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade).

Segundo o delegado, um dos suspeitos estava urinando próximo da Estação d. Pedro 2º quando foi repreendido por uma travesti. “Começou uma discussão e logo os dois suspeitos começaram com as agressões”, disse. Gonçalves contou que Ruas tentou apartar a briga, mas acabou agredido. 

Já o advogado de defesa de Nascimento, o 1º detido, diz que a briga começou quando a travesti teria roubado o celular de Santos. O ambulante, por sua vez, teria entrado na briga e "dado uma garrafada" na cabeça do homem. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.