Polícia para quem precisa

Para combater aumento dos índices de criminalidade e sensação de insegurança, paulistanos pedem mais policiamento e iluminação

O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2013 | 02h12

A sensação de insegurança, infelizmente, faz parte da vida do paulistano. No último ano, a cidade viveu um aumento considerável nos índices de criminalidade. O número de casos de homicídio, por exemplo, cresceu 114,6% em outubro e 50% em novembro, em comparação aos mesmos meses de 2011. Crimes patrimoniais, como roubo e furto, subiram 7% desde 2010. A receita apontada por muitos participantes da pesquisa Que SP Vc Quer? é simples, direta e eficaz: mais postos policiais. Para os paulistanos, maior policiamento inibe a ação da bandidagem.

Uma alternativa para suprir a falta de profissionais seria aprimorar a Operação Delegada - em que militares fazem bicos oficiais pagos pela Prefeitura. Críticos da administração pública reclamam que tanto os policiais envolvidos nessa operação quanto os agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) focam suas ações apenas no combate ao comércio irregular em vez de atuarem também contra a criminalidade e outros problemas.

Atualmente, a Polícia Civil mantém na capital 93 distritos policiais, além de unidades especializadas, como Delegacias do Idoso e de Defesa da Mulher e Departamentos de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). Já a Polícia Militar está presente na vida paulistana por meio de oito sedes de comando, 31 batalhões, 115 companhias e 56 bases comunitárias.

Segurança Pública é atribuição do governo do Estado - que não respondeu à reportagem sobre planos de aumentar o contingente na cidade ou melhorar a distribuição dos policiais.

A Prefeitura, entretanto, também pode ajudar. Ao longo da campanha eleitoral, Fernando Haddad (PT) afirmou que pretende ampliar a Operação Delegada, fazer com que a GCM atue de modo eficiente nas escolas e parques públicos e criar um mapa de bairros e ruas onde há maior ocorrência de crimes. Ao Estado, a Prefeitura informou que pensa em instalar um sistema de câmeras nas subprefeituras, interligadas ao monitoramento já feito pela Polícia Militar. Com trabalho e inteligência - tema de várias sugestões enviadas ao Que SP Vc Quer? - , quem sabe São Paulo não deixa de ter tantos problemas na área?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.