Polícia ouve sete funcionários da obra que desabou na zona leste de SP

Operários sobreviveram ao acidente na terça-feira, 27, e compareceram ao 49º DP (São Mateus)

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2013 | 13h29

SÃO PAULO - Terminou, por volta das 12h40 desta quinta-feira,29, o depoimento de sete operários que trabalhavam na obra que desabou na terça na Avenida Mateo Bei, em São Mateus, zona leste de São Paulo. O delegado Guilherme Leonel Santos, do 49º DP (São Mateus) não quis adiantar o teor dos interrogatórios, limitando-se a dizer que foram "importantes".

Os sete homens, que não quiseram falar com a imprensa, seguiram de viatura ao Instituto Medico Legal (IML) para exames de corpo de delito. O delegado Luiz Carlos Uzelin disse que não há previsão de novos depoimentos para esta quinta.

Nove homens morreram no desabamento. Eles trabalhavam na construção no momento do acidente. Um desaparecido ainda é procurados no local pelo Corpo de Bombeiros.

Tudo o que sabemos sobre:
desabamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.