Polícia não sabe como garoto saiu de casa e chegou em rodovia

A mãe disse que havia acordado por volta das 3 horas, quando sentiu falta da criança

Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S. Paulo

08 de abril de 2008 | 11h30

A Polícia Rodoviária Federal ainda não sabe como um garoto de 3 anos saiu de sua casa, no Jardim Aracília, em Guarulhos, e foi parar próximo ao km 206 da Via Dutra, sentido Rio, já na cidade vizinha de Arujá, na Grande São Paulo. O menino foi encontrado por um caminhoneiro que trafegava pela faixa da direita e, ao ver a criança saindo do acostamento e entrando na via, desviou e parou o veículo.  Sem saber dizer o próprio nome, o menino foi entregue para policiais rodoviários federais, que o encaminharam ao posto localizado em Guarulhos, cidade vizinha. A criança passa bem. O menino foi entregue às 4h30 ao Conselho Tutelar da cidade. Por volta das 5 horas, a mãe (não identificada pela PRF) chegou ao posto de atendimento, após ter ligado para saber se a criança estava lá.  A mãe disse que havia acordado por volta das 3 horas, quando sentiu falta da criança. Ela morava no Jardim Aracília, em Guarulhos, distante cerca de 3 quilômetros do local onde a criança foi encontrada. Segundo a PRF, a criança e a mãe estão no conselho tutelar de Guarulhos, prestando esclarecimentos. O menino usava uma camisa pólo laranja e fraldas. Ele caminhava próximo ao km 206, na Via Dutra, sentido Rio. Estava na terceira faixa de rolamento, a mais movimentada da rodovia, segundo a PRF. Durante a noite, o fluxo de veículos de carga é intenso. Havia neblina na pista. Ele foi encontrado embaixo de uma passarela um pouco mais iluminada, o que permitiu ao motorista visualizar o menino. Ele aparentava estar em boas condições de saúde. Foi levado ao posto de pedágio da PRF, no km 208. Lá, foi alimentado com banana, maçã, pão, leite e suco de laranja. Os policiais fizeram uma busca por cerca de meia hora nos arredores do local onde o menino foi encontrado. A criança foi levada junto na busca, para que apontasse lugares familiares, o que não ocorreu.

Tudo o que sabemos sobre:
Rodovia Dutraabandono de menor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.