Polícia Militar procura suspeito de matar policial rodoviário

Zanateli atendia ocorrência de acidente de trânsito quando foi atingido com tiros disparados por motorista

Daniela do Canto, do estadão.com.br,

28 Janeiro 2009 | 05h46

A Polícia Militar faz buscas para tentar encontrar o homem que matou o policial militar rodoviário Erivelton Augusto Zanateli, 30 anos, na noite desta terça-feira, 27, na Rodovia dos Bandeirantes, em Jundiaí. De acordo com o tenente Sander Alves Romão, da 1ª Companhia do 4º Batalhão Policial Militar Rodoviário (BPRv), todas as viaturas dos bairros adjacentes ao local estão em diligência. "Também temos o apoio da Rota (Rondas Ostensivas Thobias de Aguiar) e do Choque. Ele com certeza está escondido na mata e nós vamos encontrá-lo", afirmou.   Veja também Homem mata policial na rodovia e foge com a viatura   Ainda conforme o tenente, a polícia está verificando os registros anteriores de quadrilhas especializadas em roubo de veículos na região para tentar localizar o criminoso. Um retrato falado preliminar, sem a participação de peritos, foi elaborado com base nas informações passadas por uma testemunha do crime. De acordo com o relato, o suspeito tem de 25 a 30 anos, é magro, tem 1,70 metro, é moreno, de origem indígena (provavelmente mameluco, resultado da miscigenação entre índios e brancos), tem cabelos pretos lisos e o queixo angular. Ele vestia calça jeans, camiseta e um moleton azul.   Zanateli foi morto às 19h40 de terça-feira na altura do km 51 da Rodovia dos Bandeirantes, na pista sentido interior. De acordo com o tenente Sanders, o motorista da Hilux roubada vinha em alta velocidade quando perdeu o controle do veículo e bateu na traseira de um caminhão. Os veículos estacionaram e uma testemunha, que viu o acidente, parou para ajudar. Zanateli estava em patrulhamento quando passou pelo local e parou para atender a ocorrência, em um Prisma da Polícia Rodoviária.   O policial abordou a testemunha e quando se virou foi surpreendido pelo motorista da Hilux, já desembarcado. De posse de dois revólveres ele atirou seis vezes contra Zanateli, roubou a arma do policial, um revólver calibre 38, e fugiu na viatura, que foi abandonada no km 58 da rodovia.   Zanateli foi socorrido pelo resgate da concessionária AutoBAn ao Hospital São Vicente, em Jundiaí, mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado no plantão da Delegacia Sede de Jundiaí. A Polícia Civil deve investigar também se a pessoa que atirou no policial é a mesma que roubou a Hilux, de placas DSZ 2200 no último dia 22 na área do 6º Distrito Policial, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.