Polícia liberta 85 travestis de pensões no centro de SP

A Polícia Civil desmantelou anteontem um esquema de tráfico de pessoas para exploração sexual no centro de São Paulo, ao encontrar duas pensões com 85 travestis, a maioria do Pará. Os policiais procuravam um garoto de 17 anos que saiu da casa dos pais em Belém, em dezembro.

Bruno Lupion, O Estado de S.Paulo

04 Fevereiro 2011 | 00h00

O rapaz foi localizado por policiais do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) em uma pensão no Cambuci. Lá, souberam de uma segunda pensão, no Bom Retiro, onde acharam um livro de contabilidade e porções de maconha. Segundo o delegado Joaquim Dias Alves, os travestis estavam presos por meio de dívidas. A gerente do esquema está foragida. Um travesti de 20 anos disse que não se sentia preso, pois tinha "casa e comida". Ele contou que a gerente intermediava implantes de silicone nos seios.

O coordenador de Políticas Para a Diversidade Sexual do Estado, Dimitri Sales, disse que o caso se enquadra como tráfico de pessoas para exploração sexual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.