Polícia investiga sumiço de R$ 9,2 mil de cofre de delegacia em São José do Rio Preto

Sumiço da quantia apreendida em operações policiais foi notada durante limpeza no departamento; polícia suspeita de furto

Chico Siqueira, O Estado de S. Paulo

18 Dezembro 2014 | 12h56

ARAÇATUBA - A Polícia Civil investiga o sumiço de R$ 9,2 mil que estavam guardados dentro de um cofre do 3° Distrito Policial de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. 

O dinheiro, que era fruto de apreensões registradas em quatro Boletins de Ocorrência, estava guardado para ser depositado após a abertura dos inquéritos. 

Durante uma limpeza no cofre, nesta quarta-feira, 18, uma funcionária do DP notou que o dinheiro não estava mais lá.

O delegado titular do 3° DP, Renato Pupo de Paula, disse que desde que assumiu o cargo, em agosto deste ano, faz um levantamento dos bens e reorganização do distrito. Durante a limpeza feita nesta quarta-feira, uma funcionária sentiu a falta do dinheiro no cofre. 

"Há três hipóteses para o sumiço desse dinheiro: negligência de algum funcionário que teria perdido o dinheiro; apropriação de bens públicos por um servidor, caracterizando crime de peculato; ou furto praticado por um terceiro que teria entrado no DP", comentou o delegado.

 O caso foi comunicado à Delegacia Seccional, que vai acionar a Corregedoria da Polícia Civil. "Vamos apurar o que realmente aconteceu. Assim que formos comunicados oficialmente, vamos ouvir o delegado para tomar pé da situação e iniciar uma apuração para saber que fim levou o dinheiro. Por enquanto, é cedo para falar algo sobre o caso", comentou o delegado corregedor de Rio Preto, Domingos José Marcos.

Mais conteúdo sobre:
São José do Rio Pretofurto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.