Reprodução Vídeo
Reprodução Vídeo

Polícia investiga quadrilha responsável por roubar motos de luxo em arrastão na zona leste de SP

Grupo de 11 assaltantes também seria responsável por outros crimes do tipo na região

João Ker, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2021 | 21h15

A Polícia Civil investiga uma quadrilha de onze criminosos que fez um arrastão e roubou duas motos de luxo no último sábado, dia 4, na zona leste da capital paulista. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, parte dos envolvidos no crime já foi identificada e as equipes de trabalho continuam trabalhando para "entregar todos os autores à Justiça". Eles são suspeitos de cometer outros crimes na região. 

Imagens de câmeras de segurança obtidas pelo portal g1 mostram o momento em que 11 pessoas usando capacete e montadas em seis motocicletas cercam dois homens na calçada em frente a um condomínio da rua Eleonora Cintra, próxima à região do bairro Jardim Anália Franco. 

É possível ver que o grupo ameaça a dupla, rouba os veículos e, em seguida, foge dirigindo as motocicletas. Eles também levam os capacetes e a jaqueta de uma das vítimas. A ação ocorreu por volta das 16h40 daquele sábado e durou menos de um minuto. 

Em nota, a Secretaria da Segurança afirma que as duas motos foram recuperadas e devolvidas aos proprietários no dia seguinte. Segundo apurou a reportagem, os veículos foram danificados, mas as vítimas do assalto saíram ilesas.

O caso está sendo investigado pelo 30º Departamento de Polícia, no Tatuapé, que trabalha em parceria com os agentes do 69º DP, em Teotônio Vilela. Apesar de o crime ter acontecido na região sob a guarda do primeiro departamento, a polícia acredita que a maioria dos assaltantes envolvidos na ocorrência more próximo perto da segunda divisão policial. 

De acordo com agentes da Polícia Civil, é possível que a quadrilha esteja envolvida em outros crimes similares naquela mesma região. 

Estatísticas

Apenas neste ano, os 30º e 69º DPs já registraram 327 roubos de veículos entre janeiro e outubro, último mês com levantamento disponível pela pasta estadual da Segurança. O total de crimes desse tipo é igual ao registrado no mesmo período do ano passado (327 notificações). 

Já em comparação com os dez primeiros meses de 2019, há queda de 39,6% nos registros de roubos de veículos – foram 542 casos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.