Polícia investiga morte na Estação Consolação do metrô

Empresa não divulgou o que provocou a queda do estudante de 20 anos nos trilhos; amigo dele se feriu na cabeça

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

04 Julho 2014 | 13h32

Atualizado às 15h16.

SÃO PAULO - A Polícia Civil investiga a morte do estudante Victor Castro Rodrigues da Silva, de 20 anos, na Estação Consolação do Metrô, na Linha 2-Verde. Ele caiu nos trilhos, por volta das 5h dessa quinta-feira, 3, no sentido Vila Madalena, sendo atropelado por um trem. A ocorrência não foi divulgada pela empresa, que só enviou nota sobre o assunto nesta sexta-feira, 4.

Outro rapaz, também de 20 anos, ficou ferido, atingido na cabeça pela composição. Ele tentou evitar a queda da vítima, de quem era amigo, e acabou se machucando. Um vídeo em circulação na internet o mostra sangrando muito na cabeça, enquanto recebe atendimento na plataforma da estação. Ele foi socorrido no Hospital das Clínicas, na zona oeste da capital.

Os dois jovens, segundo a Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), voltavam de uma festa, informação repassada por duas testemunhas. "Na estação, Victor, por motivo ainda não esclarecido, estava ultrapassando a linha de segurança da plataforma", no momento em que o amigo, cujo nome não foi divulgado pela SSP, "tentou impedir a aproximação de Victor, mas não conseguiu e foi atingido na cabeça pela composição".

A Estação Consolação não tem portas de plataforma, que impedem a queda de pessoas objetos nos trilhos, especialmente em horários de superlotação. A Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos chegou a divulgar, nos últimos anos, um plano para instalar esse dispositivo de segurança em estações antigas do sistema, mas o projeto nunca saiu do papel.

As circunstâncias da morte de Silva estão sendo investigada pela 6ª. Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom).

Por meio de nota sucinta, o Metrô informou apenas que "lamenta a ocorrência" e que "está colaborando com a investigação". A empresa, que é controlada pelo governo do Estado, não esclareceu à reportagem o que provocou a queda do passageiro, embora haja várias câmeras de segurança instaladas no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.