Polícia investiga caso do motoqueiro que matou dois assaltantes em SP

Crimes ocorreram na noite de sexta-feira na Avenida Washington Luís, na zona sul; Polícia Civil recebe denúncias pelo número 181

O Estado de S. Paulo,

21 Julho 2012 | 17h44

O caso do motoqueiro desconhecido que matou dois assaltantes na zona sul de São Paulo na noite desta sexta-feira foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado de São Paulo para investigação.

 

A Divisão de Homicídios já começou a reunir provas e testemunhas para intimação. Segundo a Polícia Civil, o desconhecido que atirou e matou dois assaltantes não tem vínculo com a vítima do assalto.

 

Quem tiver informações sobre o suspeito, que usava uma jaqueta preta e capacete vermelho no momento do crime, pode fazer uma denúncia anônima ligando no número do Disque Denúncia, o 181.

 

Caso

 

Por volta das 20h45 da sexta-feira, três assaltantes tentaram render uma motorista, que ocupava um Honda CR-V branco na esquina da Avenida Washington Luís com a Avenida Nossa Senhora do Sabará, no bairro do Campo Grande, região de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista. No carro, estava também um bebê de três meses.

 

Abordada, a vítima desceu do carro. Mas quando os assaltantes tentaram fugir com o veículo, um desconhecido, em uma moto, testemunhou a ação e atirou contra eles. Dois dos bandidos morreram no local. O terceiro fugiu a pé, mas foi detido minutos depois por uma viatura da Polícia Militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.