Polícia investiga agressão contra pai e filho confundidos com gays

Os dois estavam abraçados quando foram abordados por grupo; pai teve parte da orelha decepada

Carolina Spillari e Priscila Trindade, estadão.com.br

19 Julho 2011 | 13h30

SÃO PAULO - A polícia de São João da Boa Vista, no interior paulista, instaurou inquérito para investigar um caso em que pai e filho foram agredidos depois de serem confundidos com gays. Na última sexta-feira, um homem de 42 anos e seu filho, de 18, passeavam abraçados em uma exposição agropecuária quando foram abordados por cerca de sete homens.

 

Após as vítimas negarem que fossem homossexuais, os suspeitos foram embora, mas em seguida voltaram e um deles mordeu e decepou parte da orelha do homem mais velho.

 

O pai disse ontem à EPTV que desmaiou depois de ser golpeado no queixo. Quando acordou, ouviu as pessoas gritando que ele tinha perdido um pedaço da orelha. O filho teve ferimentos leves.

 

As vítimas foram encaminhadas para um hospital da região, onde receberam atendimento. Os dois já foram liberados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.