Polícia indicia 3 membros da Gaviões por incendiar alegoria

Agentes foram infiltrados em jogos do Corinthians; segundo delegado, detido achava que carro era da rival Mancha Verde

MARCELO GODOY, WILLIAM CARDOSO, O Estado de S.Paulo

08 Março 2012 | 03h03

Três integrantes da Gaviões da Fiel foram indiciados ontem por atear fogo a carros alegóricos da Pérola Negra, durante a apuração do carnaval deste ano. O crime aconteceu em 21 de fevereiro, no sambódromo do Anhembi, zona norte de São Paulo. Até agora, 40 pessoas já foram ouvidas e seis foram indiciadas pela polícia por causa do tumulto.

Os investigadores usaram imagens da RedeTV! para encontrar os responsáveis por provocar o incêndio. Também foram postos dois policiais infiltrados nos últimos jogos do Corinthians para tentar obter informações que levassem até os responsáveis por botar foto nos carros alegóricos da escola.

A informação veio no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, no domingo passado, onde foram apontados o segurança Edinei Moraes Sarmento, de 35 anos, o serralheiro Luciano Zacarias, de 39, e o supervisor de vendas Tiago Henrique do Nascimento, de 22. Eles foram levados ontem para a Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista (Deatur) e indiciados pelo crime.

Segundo o delegado Osvaldo Nico, o carro foi alvo por engano. "Era verde, e ele (Edinei) pensou que era da Mancha (Verde)", disse. A escola é ligada à torcida do Palmeiras.

O delegado divisionário Mauro Marcelo de Lima e Silva não descartou a possibilidade de indiciar outros integrantes da Gaviões.

Resposta. Questionado, Zacarias negou em depoimento que tenha ateado fogo ao carro alegórico. Nascimento assumiu o crime. Os dois vão responder em liberdade.

Ex-presidente de uma subsede da Camisa 12, outra torcida corintiana, Sarmento disse que agiu motivado pela emoção. "Na hora, bateu uma revolta. Agora, vem o arrependimento. Deveria ter ficado em casa", disse. Ele ficou detido por dever pensão alimentícia, quitou a dívida e aguardava o alvará de soltura até as 20 horas. Segundo a diretoria da Gaviões, todos os envolvidos serão expulsos da agremiação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.