Polícia identifica dois suspeitos de participar do assalto à Tiffany, em SP

Roubo ocorreu no shopping Cidade Jardim, que foi novamente assaltado hoje

Julia Baptista, da Central de Notícias,

07 de junho de 2010 | 23h27

SÃO PAULO- A Polícia Civil identificou dois suspeitos de terem participado do assalto à joalheria Tiffany, no Shopping Cidade Jardim, zona sul de São Paulo, no último dia 16.

 

O marceneiro Reginaldo Antônio da Silva, o Do Beiço, de 33 anos, e o motoboy Anderson José da Silva, de 30, fugitivo do presídio de Franco da Rocha, estão sendo procurados pela polícia. O marceneiro apresenta passagens por roubo, e o motoboy está foragido desde fevereiro quando abandonou o regime semiaberto. Outros quatro acusados cumprem prisões preventivas.

 

Veja também:

linkBandidos fizeram funcionária de escudo no roubo a Shopping Cidade Jardim

linkCidade Jardim é novamente assaltado

 

Para o delegado Adalberto Barbosa, titular da Divisão de Investigações sobre Furto e Roubo de Veículos e Cargas, as prisões dos dois envolvidos devem ajudar na recuperação das joias roubadas, avaliadas em R$ 1,5 milhão. Barbosa também disse que a equipe está prestes a identificar o sétimo envolvido, cuja função foi retirar o grupo do local utilizando um terceiro carro.

 

No dia 26, a polícia prendeu o quarto suspeito de assaltar a joalheria, em Mongaguá, no litoral de São Paulo. No dia 21, dois suspeitos já haviam sido presos por policiais da Divisão de Investigações sobre Furtos e Roubos de Veículos e Cargas (Divecar). Segundo policiais, um dos suspeitos admitiu ter emprestado um dos carros usados no assalto. O outro seria um dos ladrões que usava máscara na ação. Ele não foi reconhecido pelas vítimas. A Polícia Civil já havia prendido também, no dia 18, Jefferson Luiz de Lima Tomé, 31 anos, acusado de participar do crime.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.