Polícia identifica assassinos de lutador de jiu-jítsu

Integrantes da quadrilha responsável por matar o lutador de jiu-jítsu e office-boy Tarcio Balbino Nascimento Santos, de 36 anos, foram identificados pela Polícia Civil. O latrocínio aconteceu no dia 31 de janeiro na Vila Olímpia, zona sul. O acusado de disparar contra a vítima é Lucas da Silva Rufino, de 25 anos, que está foragido.

O Estado de S.Paulo

02 Março 2012 | 03h08

Santos fez dois saques para a empresa onde trabalhava. E foi abordado quando andava pela calçada por um ladrão em uma moto. O bandido tentou tomar o dinheiro. O lutador reagiu e os dois começaram a brigar. Em seguida, Rufino, também em uma moto, aproximou-se e disparou. Imagens de celular de uma pessoa que passava pelo local mostram o comparsa gritando "Mata ele, Quadrado (apelido de Rufino)". A dupla fugiu. O lutador foi socorrido e morreu depois.

"Tínhamos o apelido e começamos a rastrear nos bancos de dados todos os bandidos conhecidos como Quadrado. Assim, chegamos a ele", conta o delegado Luiz Fernando Lopes Teixeira, titular da 3.ª Delegacia do DHPP. A polícia identificou três homens que fazem parte da quadrilha, que é do Capão Redondo. Um deles seria o comparsa de Quadrado na morte de Santos. Todos estão foragidos. / W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.