Polícia Federal também vai ajudar nas investigações

A polícia localizou, ao meio-dia de ontem, uma lancha na Praia de Furnas. Segundo o comandante da PM em Ilhabela, Alexandre Cândido, porém, não foi possível identificar o dono. De acordo com a polícia, um grupo do Guarujá é suspeito - os criminosos fugiram em direção à Baixada Santista.

O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2012 | 03h02

A polícia espera identificar os criminosos por meio das câmeras de vigilância instaladas na prefeitura, nos comércios e na própria base da PM atacada. A Polícia Federal também entrará nas investigações, já que a Caixa Econômica Federal foi vítima da ação dos bandidos.

O delegado-geral da Polícia Civil no Estado, Marcos Carneiro de Lima, disse que o perfil de Ilhabela mudou nos últimos anos. "A dinâmica da sociedade vai aguçando o apetite dos criminosos, cria atrativos", disse. / R.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.