Agência Brasil
Agência Brasil

Polícia Federal inicia entrega de passaportes atrasados em São Paulo

Emissão do documento estava interrompida desde a semana passada por falha em equipamento na Casa da Moeda do Brasil

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

06 Julho 2016 | 09h52

SÃO PAULO - A Polícia Federal inicia na manhã desta quarta-feira, 6, a entrega de passaportes que estavam em atraso. A emissão estava interrompida desde a semana passada, por uma falha em um dos equipamentos de produção na Casa da Moeda do Brasil (CMB).

A PF organizou um sistema de entrega especial na sede em São Paulo, na Lapa, zona oeste. A expectativa é entregar de 10 mil a 12 mil cadernetas até terça-feira, 12, e é esperado um fluxo cinco vezes maior do que em dias normais. 

Os requerentes receberão e-mail para retirar o documento. Também é possível verificar a disponibilidade pela internet. 

O executivo de contas Eduardo Scandoleiro, de 41 anos, respirou aliviado ao saber que o passaporte chegou. Vai passar as férias com a mulher e os  filhos na Disney. "Já estava até ligando na agência de viagens para ver quanto custaria para cancelar, porque achei que não sairia a tempo", contou. Inicialmente, a data prevista para a entrega do documento era o dia 29 de junho - o pedido foi feito em maio. "Vim à Polícia Federal pelo menos duas vezes, mas só enrolavam. Ia dar uma confusão, porque eu já estava combinando de encontrar com meu filho, que está estudando no Canadá", disse. 

Já o engenheiro e professor Fernando Codelo Nascimento, de 39 anos, e o advogado Luiz Fernando Nubile Nascimento, de 32 preferiram pagar tarifa extra para adquirir um passaporte de urgência. O procedimento, que custa R$ 77,17, passou a ser usado por  brasileiros que não queriam arriscar a espera do documento comum, com atraso. "Vamos participar de um congresso na área de tecnologia na Alemanhã e não dava para arriscar. A passagem já estava comprada", disse Nascimento. 

No início da manhã desta quarta-feira, a movimentação era tranquila na sede da PF, mas a previsão é de espera nas próximas horas. Não é necessário passar pela fila de identificação na entrada do edifício, pois foi disponibilizada uma entrada exclusiva para retirada do documento. 

A recomendação é que quem não necessita do passaporte até o domingo, 10, se organize para buscar o documento na próxima semana. 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Polícia Federal CMB

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.