Polícia faz megaoperação contra prostituição em São Paulo

Ação dos policiais na madrugada desta quinta mobiliza cerca de 900 policiais civis e 242 guarnições

Paulo R. Zulino,

17 de janeiro de 2008 | 08h05

A polícia de São Paulo realizou na madrugada desta quinta-feira, 17, uma megaoperação para combater a prostituição nas ruas da cidade. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, a ação, organizada pelo Departamento da Polícia Judiciária da Capital (Decap), mobilizou cerca de 900 policiais civis e 242 guarnições. Prostitutas, travestis, garotos e garotas de programa foram revistados e tiveram seus antecedentes criminais checados pelos agentes nas próprias vias públicas ou em distritos policiais. Ainda não há um balanço oficial da operação. Um dos objetivos da operação, conforme a polícia, foi coibir os profissionais do sexo que fazem gestos obscenos, exibem seus corpos nus e chegam a ter relação na rua mesmo, constrangendo pessoas e famílias que residem nesses locais.

Tudo o que sabemos sobre:
São Pauloprostituição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.