Polícia estoura laboratório de refino de drogas em Altinópolis

Três foram presos e 30 kg de pasta base de cocaína e 2,3 kg de comprimidos de ecstasy foram apreendidos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

17 de junho de 2008 | 03h11

Uma denúncia anônima permitiu que policiais militares estourassem, no início da noite de segunda-feira, 16, um laboratório de refino de drogas montado no interior do Rancho 28 do Residencial Rio Pardo, área rural da cidade de Altinópolis, região de Ribeirão Preto, já na divisa com Minas Gerais. Três pessoas foram presas. Foram apreendidos 30 quilos de pasta-base de cocaína distribuídos em tabletes, um barril contendo outros 20 quilos de cocaína já refinada e pronta para a venda, 2,3 quilos de comprimidos de ecstasy, um saco plástico com mais mil comprimidos da mesma droga, balanças digitais e produtos usados no refino, como éter, solvente, ácido bárico e bicarbonato de sódio. Três homens pertencentes à quadrilha responsável pelo refino e distribuição da droga foram detidos no rancho. Com o trio, cuja identificação não foi fornecida pela PM, foram apreendidos duas pistolas calibre 380, de numeração raspada, e três veículos, nenhum roubado. Os acusados foram encaminhados à sede da Polícia Federal em Ribeirão Preto e indiciados por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Tudo o que sabemos sobre:
drogasapreensão de drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.