JB Neto/AE
JB Neto/AE

Polícia estoura dois bingos vizinhos na Liberdade

Um dos imóveis tinha três portas de ferro e rota de fuga pelo telhado

Bruno Lupion e Ricardo Valota, do estadão.com.br,

16 Dezembro 2010 | 02h39

SÃO PAULO - Homens do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) da Polícia Civil estouraram duas casas de bingo no final da noite de quarta-feira, 15, no bairro da Liberdade, em frente ao Hospital Glória, no centro de São Paulo, após denúncia anônima. Um dos imóveis tinha três portas de ferro e uma rota de fuga pelo telhado que dava acesso a um restaurante vizinho.

 

A jogatina com 120 máquinas caça-níqueis funcionava ao lado do nº 699 da Rua da Glória e 20 clientes estavam nos bingos, segundo o delegado Luiz Alberto Guerra. Um dos estabelecimentos oferecia churrasqueira e gerador próprio para garantir o funcionamento das máquinas em caso de falta de energia, além de um cômodo para a manutenção dos equipamentos.

 

"São dois prédios vizinhos de parede. Foram apreendidas 59 máquinas em um e 61 no outro e havia várias pessoas, inclusive de idade, tentando fugir pelo telhado quando a gente chegou. Isso chamou muito a nossa atenção, mas a gente conseguiu deter todo mundo", disse o delegado. O dono do restaurante foi ouvido e liberado em seguida.

 

Na terça-feira, 14, em Brasília, a Câmara dos Deputados barrou, por 212 votos contra e 144 a favor, projeto de lei que pretendia a legalização dos bingos no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.