Polícia encontra 1,7 mil notebooks furtados

A polícia encontrou ontem em uma loja de Campinas 1,7 mil notebooks furtados do depósito de uma rede varejista. Os produtos seriam vendidos abaixo do preço, sob a justificativa de terem sido arrematados em leilão. Duas pessoas foram presas. O dono da loja, Gilberto da Silveira, de 40 anos, não foi encontrado pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), que investiga o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.