Polícia e Receita apuram caixa 2 no Jockey Club do Rio

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal promoveram ontem uma operação para cumprir três mandados de busca e apreensão nas sedes do Jockey Club do Brasil e da empresa Codere do Brasil Entretenimento, no Rio. A Codere presta serviços ao Jockey, registrando apostas em corridas de cavalo. A polícia investiga a formação de caixa 2, com realização de apostas e pagamento de prêmios não contabilizados, para evitar o pagamento de impostos e a fiscalização tributária. O dinheiro iria para o exterior.

O Estado de S.Paulo

12 Abril 2012 | 03h03

Foram apreendidos notas fiscais e outros documentos que serão analisados para tentar comprovar a prática dos crimes de sonegação fiscal, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Se condenados, os responsáveis podem ser condenados a até 15 anos de prisão. / FÁBIO GRELLET

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.