Polícia e família buscam por criança de 3 anos levada pela mãe em Jaguariúna

Mãe teria perdido a guarda da criança após ter deixado a menina sozinha por mais de 12 horas

Ricardo Brandt - O Estado de S.Paulo,

25 de fevereiro de 2013 | 18h41

CAMPINAS - A Polícia Civil e a família buscam uma menina, de 3 anos, que está desaparecida desde a última quarta-feira, 20, depois que a mãe, a desempregada Camila Bernardino Damas, foi retirá-la sem autorização na creche onde a menina estuda, na cidade de Jaguariúna, interior de São Paulo.

A menina vive com o pai, Miguel de Souza Luwarghi, desde dezembro do ano passado, quando foi retirada da mãe, acusada de maus tratos e abandono.

Por decisão judicial, o pai tinha a guarda provisória da menina. Na última quarta-feira, a mãe Camila foi até a creche onde a menina estuda e disse que precisava levá-la ao médico. "A diretora disse que uma funcionária nova acabou entregando a menina para ela", conta o pai.

Luwarghi registrou um boletim de ocorrência na polícia e acusou a mãe de sequestro. Segundo ele, Camila é viciada em crack e já perdeu a guarda da criança por não ter condições de criá-la. A juíza do caso, Viviane Berton, da 1ª Vara de Jaguariúna, foi procurada, mas não quis comentar o assunto.

A avó paterna da garota, Marindalva Souza, disse que o casal chegou a morar junto no início do relacionamento, mas nunca se casou. Desde de 12 de dezembro, a Justiça deu a guarda para o pai, depois que o Conselho Tutelar teria flagrado a menina abandonada por mais de 12 horas.

A família colocou fotos da menina nas redes sociais. A Polícia Civil de Jaguariúna informou que Camila deixou uma carta escrita para mãe dizendo que deixaria a cidade, mas não informou seu paradeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.