Polícia diz ter reconhecido suposto assassino de tecelão morto no interior

Suspeito é funcionário do Metrô de São Paulo; crime ocorreu após carro da vítima atingir espelho retrovisor de veículo que vinha na direção contrário

Julia Baptista, do estadão.com.br,

11 Agosto 2010 | 10h13

SÃO PAULO - A Polícia Civil de Suzano disse nesta quarta-feira, 11, que já reconheceu o autor do disparo que matou o tecelão Airton Fernandes, de 45 anos, na noite de domingo, 8, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo.

 

Fernandes, que estava acompanhado da mulher e dos cinco filhos, dirigia sua Brasília pela estrada da 4ª Divisão quando teve de desviar de um buraco e acabou atingindo o espelho retrovisor de um Fiat Uno que vinha na direção contrária. Após a batida, o motorista do Uno teria perseguido a Brasília e atirado contra os ocupantes.

 

O mandado de prisão temporária do suspeito foi pedido hoje pelo delegado Fátimo Aparecido Rodrigues. A polícia disse que, se o suspeito não se apresentar, vai divulgar a foto dele. De acordo com a polícia, o homem é funcionário do Metrô de São Paulo e foi reconhecido "sem sombra de dúvida" pela a mulher e a filha da vítima. O filho do tecelão de 14 anos também foi atingido, mas permanece em estado estável de saúde na Santa Casa de Suzano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.