Polícia desmonta esquema de 'golpe do boleto' em SP

Grupo é acusado de oferecer serviços gratuitos e depois enviar boletos de cobrança

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

27 Janeiro 2010 | 13h35

Vinte pessoas foram detidas pela Polícia Civil entre ontem e hoje acusadas de envolvimento no "golpe do boleto". As vítimas eram empresas de São Paulo.

O grupo é acusado de oferecer serviços gratuitos e depois enviar boletos de cobrança, sob ameaça de protesto junto ao Serasa (Centralização de Serviços de Bancos S.A.) e SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

O golpe também era aplicado por meio de falsas associações e sindicatos, que emitiam boletos com valores que variavam entre R$ 100 e R$ 500. Os empresários, temendo ter o nome da empresa protestado, pagavam as taxas.

Mais conteúdo sobre:
SPgolpeboletoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.