Polícia descobre desmanche em Praia Grande

Cinco pessoas foram presas; oficina foi descoberta por causa de uma denúncia anônima

Rejane Lima, do Estadão,

07 de novembro de 2007 | 19h01

A Polícia Militar descobriu na noite de terça-feira, 6, um desmanche de veículos em Praia Grande, na Baixada Santista. Cinco pessoas foram presas. O desmanche fica no Canto do Forte, bairro nobre de Praia Grande, e foi descoberto por causa de uma denúncia anônima informando que um caminhão suspeito estava transportando peças de automóveis. Após abordar o motorista do caminhão e chegar ao local, a PM encontrou um automóvel queimado e mais peças de veículos, sendo que uma delas foi identificada como pertencente a um carro furtado em Santos no mês passado. Segundo o delegado titular de Praia Grande, Rony da Silva Oliveira, o desmanche ficava em uma "ruazinha escondida" do bairro e no terreno há a casa do caseiro, um campinho de futebol e um canil. O proprietário da área estava sendo identificado e deveria prestar depoimento à polícia. No entanto, a princípio não havia indícios de que ele esteja envolvido com o desmanche. Já o caseiro Vicente Alexandre da Silva, de 50 anos, foi preso em flagrante e indiciado por receptação e formação de quadrilha. Também foram presos os motoristas Marcelo Messias dos Santos, de 33 anos e Anselmo de Jesus Quinta, de 46, o mecânico Odair Alexandre Santos da Silva, de 26, e Adriano Miguel da Silva, de 30. O grupo poderá ser condenado a até 11 anos de prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
DesmanchePraia Grande

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.