Polícia de SP prende suspeito de liderar organização de roubo a cargas e carros-fortes

Marcelo Coelho Higueira, de 28 anos, foi preso em um encontro com outro integrante do grupo, em Jaguariúna, no interior do Estado

O Estado de S. Paulo

16 de outubro de 2013 | 09h08

Um suspeito de ser o líder de uma organização criminosa especializada em roubar comboio de cargas e carros-fortes na região de Campinas e Hortolândia, no interior de São Paulo, foi detido na tarde de terça-feira, 15, em Jaguariúna. A investigação foi feita pela 2ª Delegacia de Investigações sobre Roubos de Cargas (Divecar), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Marcelo Coelho Higueira, de 28 anos,  foi preso em um encontro que teria com outro integrante do grupo, Douglas Pacheco Santos de Oliveira, de 22.

 

A polícia apurou que o objetivo do encontro era o resgate de um  fuzil, escondido em um terreno no KM 130 da Rodovia Governador Doutor Adhemar Pereira de Barros, no município de Jaguariúna. Eles foram presos após recuperar a arma.

Na operação, a polícia  encontrou um fuzil calibre 7.62mm utilizado pelas Forças Armadas. O grupo era investigado havia 60 dias. Em 25 de setembro, os agentes já haviam prendido sete integrantes da mesma organização criminosa e apreendido um fuzil AK 47, uma metralhadora mini-Uzi, uma pistola .40, um revólver calibre 38, além de coletes balísticos e uniformes de uma empresa de transporte de valores.

 

“O preso é o ‘sintonia’ ou ‘torre’. Ele tem poder de decisão nos assuntos da quadrilha.É quem dá ordens fora dos presídios”, disse o delegado Alberto Pereira Matheus Júnior, titular da 2ª Divecar. Segundo ele,  a prisão deverá revelar detalhes da atuação criminosa da facção na região de Campinas. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.