Polícia de SP investiga página homofóbica no Orkut

Na página, intitulada 'Você nem sabe. Eles têm Aids e nem te falam', 16 usuários dizem espalhar o vírus na cidade

Jair Acetuno, especial para o Estado,

28 de fevereiro de 2008 | 15h55

Uma página inserida no site de relacionamento Orkut, sob o título 'Você nem sabe. Eles têm Aids e nem te falam' virou caso de polícia em Marilia. Assinado por uma suposta ONG, denominada 'Marília 100 HIV', o texto diz que 16 moradores da cidade, entre eles estudantes e funcionários públicos, são homossexuais e "estão contaminados com HIV".   Segundo a página, eles "ficam, namoram e transam", mas "nem falam que têm o vírus da Aids, e daí, você é mais um contaminado".   As vítimas não sabem por quanto tempo a página e suas fotos permaneceram expostas na internet. A primeira delas foi informada por um amigo, no começo da semana, e foi a uma lan house, onde acessou o Orkut e tomou conhecimento das acusações. De imediato, foi ao 5º Distrito Policial e registrou boletim de ocorrência.   O delegado Cícero Cardoso tenta descobrir o autor da página, inicialmente através de informações fornecidas pelas próprias vítimas, mas revelou nesta quinta-feira, 28, que também pedirá informações ao portal Google - administrador do Orkut - sobre o perfil do usuário e seus dados operacionais - como a máquina de onde o internauta acessou para criar e manter o perfil na página de relacionamento.   Com o endereço eletrônico ficará mais fácil chegar ao responsável, já que mesmo que tenha operado a partir de uma lan house, seus dados estão registrado na empresa, como norma operacional.   O boletim de ocorrência apura preliminarmente a prática de crimes de injúria e difamação, punível com pena de três meses a um ano de prisão. Identificado o autor, as vítimas também poderão exigir reparação de danos.   Até a tarde desta quinta-feira, 28, a página ainda podia ser acessada no site - apenas as fotos haviam sido retiradas.

Tudo o que sabemos sobre:
orkutMaríliaHIV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.